Resenha: Desventuras em Série – Livros 1 a 4

DESVENTURAS_EM_SERIE_MAU_COMECO_1358432884P

Primeiro livro: Mau Começo

Título: Desventuras em Série
Título Original: A Series Of Unfortunate Events
Autor(a): Lemony Snicket
Editora: Companhia das Letras
Ano: 2001
Sinopse: Em Desventuras em Série Lemony Snicket conta as desventuras dos irmãos Baudelaire. Violet, Klaus e Sunny são encantadores e inteligentes, mas ocupam o primeiro lugar na classificação das pessoas mais infelizes do mundo. De fato, a infelicidade segue os seus passos desde a primeira página, quando eles estão na praia e recebem uma trágica notícia. Esses ímãs que atraem desgraças terão de enfrentar, por exemplo, roupas que pinicam o corpo, um gosmento vilão dominado pela cobiça, um incêndio calamitoso e mingau frio no café da manhã. É por isso que, logo na quarta capa, Snicket avisa ao leitor: “Não há nada que o impeça de fechar o livro imediatamente e sair para uma outra leitura sobre coisas felizes, se é isso que você prefere”.

Postado Por: Yuri Hollanda
Resolvi escrever essa resenha falando dos primeiros quatro livros da série Desventuras em Série por eles não terem conteúdo suficiente para terem uma resenha para cada livro. Não que os livros não sejam bons, eles são ótimos, mas o tamanho não ajuda, e muito menos a ‘história’ em si. Vendo o filme, deu pra perceber que era mais que preciso juntar os três primeiros livros para compor uma adaptação. Assim como essa resenha ficaria vazia se eu escrevesse somente sobre um livro.

DESVENTURAS_EM_SERIE_A_SALA_DOS_REPTEIS_1362525266P

Segundo livro: A Sala Dos Répteis

Pois bem, a série é sobre a vida desafortunada dos órfãos Baudelaire, Violet, Klaus e Sunny, que após perderem os pais num incêndio, são mandados a casa do Conde Olaf, por ser o “parente mais próximo” de seus pais. Lá eles descobrem que Olaf e seus pais faziam parte da mesma organização, e que após uma ‘rixa’ essa organização foi divida em dois lados. O que faz os órfãos pensarem que o lado de Olaf é o lado ‘mau’ é o próprio Conde, que tem o único e exclusivo objetivo de por as mãos na fortuna dos órfãos.
A escrita de Lemony Snicket (pseudônimo de Daniel Handler) é simples e muito gostosa. Uma coisa interessante é que o próprio autor é um dos personagens do livro, contando as histórias dos Baudelaire como se realmente tivessem acontecido, frequentado os lugares que os irmãos passaram e conversando com testemunhas do lugar.

DESVENTURAS_EM_SERIE_O_LAGO_DAS_SANGUES_1358433108P

Terceiro livro: O Lado das Sanguessugas

O título da série e o começo de todos os livros da saga já nos avisam que não será um livro com um final feliz, e acontecimentos felizes no meio de cada um. O autor vive constantemente pedindo para o leitor parar de ler para não sofrer, mas isso é, claro, uma das grandes jogadas da série e o do autor para atiçar a curiosidade do leitor. E dá certo.
É muito bom ler a escrita pessimista e os acontecimentos, sofridos desses três irmãos durante quatro livros da série. Porque Lemony Snicket faz jus ao seu aviso e nos faz mesmo sofrer com os irmãos Baudelaire. Confesso que, em alguns momentos, me irritou o tanto que os irmãos sofriam. Mas não pude reclamar porque fui avisado pelo próprio autor.

Os personagens são muito bons, e as histórias são extremamente divertidas e todas tem um clímax e uma revelação no final, fazendo assim, livros que pareciam não ter nada de especial serem muito, muito bons.
E o que difere os irmãos Baudelaire dos outros? Bem, Violet é extremamente inteligente, e sempre inventa coisas para tirar os irmãos das roubadas que suas vidas azaradas insistem em lhes colocar. Klaus é um menino que já leu mais livros do que muita gente já leu durante sua vida inteira, e o melhor: ele lembra de tudo que leu. E Sunny, a mais nova, tem uma habilidade anormal com os dentes: consegue morder tudo. E ainda sendo um bebê consegue se comunicar com seus irmãos que entendem seus murmúrios que para a maioria são ininteligíveis.
O vilão, Conde Olaf, é aquele cara amargurado e extremamente maldoso, sempre aparecendo quando os Baudelaire pensam que estão em paz. Não há muito o que dizer sobre ele, não é um vilão muito diferente dos outros que já lemos.

DESVENTURAS_EM_SERIE_SERRARIA_BAIXOAST_1260479094P

Quarto livro: Serraria Baixo-Astral

Ao longo dos quatro primeiros livros temos a jornada dos Baudelaire passando de tutor a tutor, tentando fugir, sem sucesso, das garras de Olaf. Tem que ser bem tolerável para ler esses livros porque acontecem algumas coisas que com certeza frustraria algumas pessoas. Aqueles acontecimentos que você fica se perguntando “Que chance isso teria de acontecer se fosse na vida real?” a questão é essa: é um livro para crianças, e totalmente despretensioso. Nunca veríamos em um livro que não tivesse aquela ironia em acontecimentos trágicos três crianças indo trabalhar em uma serraria, um conde que todos sabem que é mal tomando conta de três órfãos, uma bebê brincando com uma cobra, e uma assassinato que a polícia são os assassinos.

De todo, não vá ler Desventuras em Série achando que é um livro profundo, ou que mudará sua vida, nem que vá ter uma escrita digna de um respaldo. É simples e direta, sem muitos acontecimentos anormais.
Mas o que faz esses livrinhos serem tão bons são os personagens mesmo, e a história bem elaborada e cheia de reviravoltas. Não é pesado, é um livro extremamente infantil, daqueles que tratam a morte de um ente próximo como um acontecimento passageiro e fácil de ser resolvido.

Quem ainda tem um espírito, ainda é criança, ou sabe diferenciar uma série adulta de uma infantil vai curtir bastante, quem não consegue, passe longe….

Nota: 8/10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: