Review: Breaking Bad – “Bloody Money” S05E09

vlcsnap-2013-08-13-11h29m07s122
Postado por: Yuri Hollanda
A Segunda parte da Quinta e última temporada de Breaking Bad começou com tudo. Após o final surpreendente da última parte, com Hank descobrindo, matando a charada que durou a série inteira, revelando para si mesmo o segredo do melhor amigo Walter. O resultado foi uma continuação chocante e bem elaborada como sempre, e Breaking Bad veio com sua melhor Premiere. Uma pena que essa é, infelizmente, a última.

O episódio começa com o flashforward com Walter barbudo e velho já, Como toda Breaking Bad, isso é uma prévia de um grande final. Suspeito que todo episódio irá começar com um pouquinho desse adiantamento e ir revelando-nos aos poucos o desfecho que nos espera.
Enfim, Walter entra na casa da antiga família White, e ela está totalmente destruída e com grades de NÃO ENTRE, o que mostra que houve algo grave ali e foi interceptada. Por dentro, está acabada, sem móveis, com uma parede pichada com o nome HEISENBERG, o que mostra que o caso teve grande repercussão. Ele caminha pela casa acabada, até chegar no quarto que parece ser o dele e de Skyler, se ajoelha e desarrocha o parafuso do botão da lâmpada, onde, de trás, ele tira um pequeno frasco que é o veneno do cigarro que ele e Jess descobriram após a more de Gus.

Quando Walter sai da casa, a coisa mais estranha da cena acontece. Sua vizinha, Carol, o vê, e estupefata, pára e fica o encarando. Quando Walter fala “Olá, Carol”, ela derruba a sacola com frutas como se estivesse assustada. Uns minutos depois, a série repete praticamente a mesma cena só que no tempo real, com Carol dando um sonoro “Olá” para o Walter de agora entrando na sua casa restaurada. O paralelo que a série quis criar foi evidente: Walter acabou com sua vida, o final, já sabemos, é extremamente trágico, afinal, porque iriam mostrar na última cena a casa da família White totalmente destruída e sua vizinha o encarando assustado, sendo que há um tempo atrás ela pronunciava uma “Olá” caloroso?

Pois bem, dando continuidade aos acontecimentos anteriores, a série retorna ao tempo atual e mostra Hank no mesmo momento em que o episódio anterior acabou: encarando o livrinho que achou com as iniciais W.W no banheiro de Walter e percebendo que tudo estava sempre na sua frente. Ele vai investigar, aparentemente sem acreditar, a letra de Walter em outras escritas, e conclui que o W.W do livro é realmente feito pelas mãos de Walter.
Depois disso, uma cena INCRÍVEL de surto psicológico de Hank acontece, onde a atuação de Dean Norris é simplesmente espetacular. Ele fica vermelho enquanto dirige, bufa, fica olhando para o nada, e com falta de ar. Tudo isso pelo choque que foi perceber que o melhor amigo o enganou durante tanto tempo, durante todos esses anos…
O foco da câmera vai direto no rosto de Hank, e eu amei essa direção, como sempre amei em Breaking Bad. Eles sempre conseguem atingir um nível de tensão espetacular, isso é demais! Palmas!

Hank então pede todos os materiais que coletou durante todos os anos do caso Heisenberg, e começa a se dar conta de tudo que estava na sua cara.
Enquanto isso, no lava-rápido de Walter, Lydia o visita sem contar nada para Skyler (que não é burra nem nada e percebeu que o carro é alugado). Lydia ainda insiste nos negócios com Walter, fica aos cochichos com ele no caixa. Ele recusa claro, ele quer sair desse ramo, não quer mais traficar! Isso é o legal de Breaking Bad, mostra que quando você entra nisso, você não sai, e se sai, uma parte de você, de sua vida, de sua família e amigos, também vai embora. Há conseqüências em todos os atos que se faz sabendo que é errado. O começo desse episódio mostra que essa série não vai ser hipócrita, não vai diluir o final trágico que Walter (desculpem) TEM que ter.

Enfim, Skyler vai tirar satisfação com Walter, e fiquei realmente feliz porque ele não mentiu pra ela. Estava esperando mais mentiras, mas parece que Walter, coitado, quer realmente sair desse meio, porém não consegue. Simplesmente não dá.
O que se segue é uma cena da maravilhosa Skyler chutando bundas e expulsando Lydia do Lava – rápido. Já disse que amo a Skyler? Ela é a minha preferida em Breaking Bad. Uma personagem que evoluiu tanto, que passou de uma simples dona de casa totalmente devota ao marido para uma cúmplice fodona, que entendeu o lado do marido, e abriu os olhos para o mundo em que vive e é obrigada a viver.

Então é a vez de Jesse, mais transtornado que nunca, aparecer. Jesse, tenho que dizer, está me dando muita raiva de uns tempos pra cá. No começo da série ele era muito mais suportável, mas agora está intragável. Ele ta muito revoltadinho.
Tudo bem que ele sempre se ferra nessa série, mas qual é? Que mente fraca é essa?!
Na outra metade da season Walter dá o dinheiro para Jesse e anuncia o fim de sua carreira no meio contrabandista. Jesse, como um gesto humano, não gosta do dinheiro. O considera-o sujo, e a primeira coisa que faz é ir dar para Saul Goodman (personagem detestável…), e mandar entregar para a netinha de Mike, que Jesse era muito apegado. Saul o despensa, e vai logo dedurar para o Walter. Esse personagem é nojento! Não sabe fazer nada sozinho, fora que é extremamente chato… totalmente dispensável.
Walter fica sabendo da idéia maluca de Jesse, pega o dinheiro de volta, e o que se tem é uma cena incrível, onde Walter leva o dinheiro de volta para Jesse e tenta mudar a sua cabeça (mais uma vez). Jesse, totalmente sem estabilidade mental não sabe o que fazer, claro.
Não lembro nunca de ver Jesse tão desesperado como agora. Atuação digna de Emmy também do Aaron Paul. O Desespero de Jesse é sempre visível nos olhos do personagem…

O plot importante do episódio começa a se desenvolver quando Walter passa mal, por causa do câncer, que voltou, e vai a seu banheiro vomitar. Lá ele percebe que seu livrinho sumiu. E claro, lembra-se de Hank indo ao seu banheiro no dia anterior e do jeito estranho que o tratou depois disso. A primeira reação de Walter é se dirigir a seu carro e verificar se não há nenhum rastreador. Atitude muito inteligente por parte de Walter, e bem burra por parte do Hank, em? Será que ele não sabia que Walter lembraria do “truque” ? Pois bem, ele encontra o rastreador em seu carro.
Depois dessa cena, há uma de desespero de Jesse, na qual ele, primeiro, dá uma bolada de dólares para um mendigo e depois sai jogando o dinheiro todo pela vizinhança. Não sei se gostei dessa reação. Sem dúvida foi para mostrar o quão Jesse está frustrado infeliz e o nível de clareza que está presente na mente dele. Está totalmente transtornado, totalmente.

Por fim, com uma das cenas mais épicas de toda a série, Breaking Bad encerra sua última premiere com Walter abrindo o jogo para o melhor amigo, e percebendo que não há como fugir, não há mais como mentir, o motivo para isso já fora diluído.
Diálogo e cena incríveis e extremamente bem atuadas, com direito a socos, xingamentos, e pragas. Gostei mesmo, mesmo dessa premiere. As expressões de Dean Norris e Bryan Cranston em uma cena de tensão é o ápice da atuação masculina em Breaking Bad, e acredito que há muito mais por vir nessa última temporada.

Espero realmente que seja incrível, como esse episódio foi, e que mantenha o ritmo que começou. Não é novidade pra ninguém que os roteiristas de Breaking Bad escrevem essa série com amor. Ponho toda minha confiança num episódio perfeito, e agora é só esperar para o resto da temporada.

Nota: 10/10
Fiquem agora com uma prévia do próximo episodio!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: