REVIEW – A Toca (Ep.1, 2, 3)

safe_image

Postado Por: Lara Gutierrez

Sinopse:

Conheça a Parafernalha, uma produtora de vídeos nada convencional, e siga Felipe e sua equipe na filmagem de vídeos no caótico e muito cômico dia a dia.

 A Toca trata-se da primeira série brasileira exibida pelo Netflix, protagonizada pelo fenômeno do YouTube Felipe Neto (Não Faz Sentido!, Parafernalha). A série propõe mostrar com um estilo de documentário, inspirada na série americana já finalizada The Office (saudades), o cotidiano de gravações da Parafernalha, que é a produtora humorística chefiada pelo próprio Felipe.

Este tipo de humor, mais livre e politicamente incorreto que surgiu de uns anos para cá graças ao advento do YouTube, tendo como grande pioneiro (que eu consigo me recordar, pelo menos) um garoto chamado Guilherme Zaiden, criador de vídeos que viraram completos sucessos na internet, o principal foi “Diário de um Emo”, muito hilário.

Depois dele foi surgindo vários vlogs, e provavelmente antes já existia também, mas eu vim conhecer esse ramo do humor a partir do Zaiden. Então deslanchou programas como o Não Faz Sentido!, Maspoxavida, e agora essas produtoras de humor como o fodástico Porta dos Fundos, e finalmente, a Parafernalha.

O Felipe Neto é um cara de talento inestimável, mesmo que você o odeie (o que não é o meu caso, sou a maior fanzoca dele), tem que admitir que o cara sabe se comunicar e é muito criativo e inteligente. Ou seja, uma série em que ele tem total liberdade não podia ser nada menos que boa.

No geral, A Toca tem um humor bastante interessante, e você pode rir em vários momentos, mas o talento que o Felipe Neto possui nem todos os outros que trabalham com ele tem a sorte de possuir, e talvez seja exatamente aí que a qualidade cai. Preciso ressaltar em especial como a Maddu Magalhães é PÉSSIMA atriz, nossa, a comédia passou longe daquela garota! Obviamente só está lá mesmo porque é a namorada do Felipe Neto.

O ponto alto do humorístico são os momentos deles no escritório da Parafernalha, alguns são bem engraçados, além do Felipe Neto, têm o Douglas e o nordestino recém- chegado do Nordeste, eu morri de rir com alguns diálogos entre eles. E também o Maracujá é excelente! São sem dúvida os destaques da série!

Infelizmente as esquetes da Parafernalha postadas do YouTube já não são lá essas coisas, mas eu imaginei que iriam se esforçar para selecionar realmente as melhores para a série, mas tirando uma ou outra, e alguns poucos momentos, as esquetes são HORRÍVEIS. Sério, não têm a menor graça! Mesmo quando começa um pouquinho engraçada, logo se perde na piada e fica ruim demais! Desculpa comparar, mas já comparando, mesmo que o Porta dos Fundos às vezes tenha umas esquetes ruinzinhas, mas nada que se compare com essas da Parafernalha, são MUITO ruins mesmo!

Enfim, eu achei a série boa, mas tem que focar nos momentos que eles se relacionam dentro do escritório, nos bastidores e tal. Nas relações entre eles lá nos estúdios da Parafernalha, sem ficar interrompendo o tempo todo para mostrar esquete sem graça.

P.S: Felipe Neto brincando de Harry Potter foi épico. “Agora eu sou a Bellatrix!”

Anúncios

Uma resposta

  1. Foi quase uma critica que um review

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: