Resenha – Morte Súbita

Capa_JK_BR_Alta

Título: Morte Súbita
Título Original: The Casual Vacancy
Autor: J. K. Rowling
Editora: Nova Fronteira
Ano: 2012
Páginas: 504
Sinopse: Quando Barry FairBrother morre inesperadamente aos quarenta e poucos anos, a pequena cidade de Pagford fica em estado de choque.
A aparência idílica do vilarejo, com uma praça de paralelepípedos e uma antiga abadia, esconde uma guerra.
Ricos em guerra com os pobres, adolescentes em guerra com seus pais, esposas em guerra com os maridos, professores em guerra com os alunos… Pagford não é o que parece ser à primeira vista.
A vaga deixada por Barry no conselho da paróquia logo se torna o catalisador para a maior guerra já vivida pelo vilarejo. Quem triunfará em uma eleição repleta de paixão, ambivalência e revelações inesperadas? Com muito humor negro, instigante e constantemente surpreendente, Morte Súbita é o primeiro livro para adultos de J.K. Rowling, autora com mais de 450 milhões de exemplares vendidos.

Por Alina Oliveira

O lançamento desse livro foi cercado de mistério, tanto é que ler a sinopse dele era o mesmo que nada. Todo mundo querendo ler o livro novo da J.K. Rowling mas ninguém realmente sabia do que se tratava. Apenas sabíamos que se passava numa cidade pequena no interior da Inglaterra, e que haveria uma Morte Súbita.

É bem por aí mesmo, na cidadezinha de Pagford é onde acontece a tal Morte Súbita do livro. Barry Fairbrother, líder do conselho municipal da cidade, morre aos quarenta e tantos anos. Esse evento desencadeia uma série de reações por toda cidade, e é lindo vê-las se desenrolando aos poucos, dia por dia.

A morte de Barry alimenta uma guerra que a algum tempo está sendo travada no conselho municipal da cidade, se trata da reintegração de uma área populada por famílias de baixa renda a cidade vizinha, pois essa área trás muitos problemas a Pagford. Barry, que nasceu e foi criado nessa área, era o maior protetor dessa causa, que deixava o conselho dividido. E com a morte dele, abriu-se uma vaga para os dois lados da questão, muitos cidadãos de Pagford se candidatam a esse cargo pelos mais diversos motivos.

Não fica em momento algum cansativo, graças a escrita de J.K. Rowling que evoluiu enquanto ela escrevia Harry Potter, agora bastante madura é tão dinâmica que nem sentimos o tempo passar. Claro que há opiniões divergentes a essa, posso apenas dizer que depois que eu peguei o embalo do livro, não quis mais parar, era um deleite ler sobre cada um dos personagens, e são muitos esses personagens. Eles são os principais elementos da história, tudo gira em torno das escolhas que eles tomam durante o decorrer do livro. Uma das grandes mensagens do livro é que essas escolhas trazem consequências. O livro vai, basicamente, tratar dos conflitos que existem na cidade, tanto dentro das famílias, como na escola e em grupos de amizade, chegando até o conselho municipal da cidade.

Há vários, vamos dizer, núcleos que se desenvolvem na história, e diversos pontos de vistas para ler e muitos personagens a conhecer. Todos eles absolutamente complexos e, graças a J.K., muito bem explorados. A maioria dos personagens são relevantes e (quase) não senti vontade de pular os chatos, nem os mais desprezáveis como Krystal ou Stuart são odiáveis, mesmo ela sendo uma garota bastante extrovertida (vagabunda é mais o caso) e baixa renda, ler o contexto que a levou a ser o que é não me deixa odiá-la de maneira alguma, Stuart então, nem se fale, é um garoto mimado metido a rebelde que vive para praticar bullying, e para ele nem o contexto serve muito para dar motivos para as coisas que ele faz.

Enfim, o livro é quase perfeito, eleva a escrita de Rowling para um novo nível, é completamente diferente dos livros anteriores dela e de maneira alguma é direcionado ao mesmo publico. Se for ler o livro esperando aventuras como as que temos em Harry Potter vai se decepcionar, mas se estiver atrás de um livro bem escrito, com uma história bem amarrada do começo ao fim e personagens tão bem feitos que é impossível não querer ler mais e mais sobre eles, essa é a leitura certa para você. Ele é um livro sobre pessoas, e suas escolhas, sobre como o que você faz (ou deixa de fazer) tem influencias sobre a vida de quem está ao seu redor, sobre os relacionamentos que temos durante nossas vidas, e principalmente, sobre como podemos ser egoístas.

Nota: 10/10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: