REVIEW: True Blood – “At Last” (S06E04)

vlcsnap-2013-07-09-12h29m48s26
Postado Por: Lara Gutierrez
Sinopse:

Sookie tenta lidar com sua atração pelo misterioso Ben. Eric contra-ataca a iniciativa antivampiros. As filhas fadas de Andy crescem rápido demais e encontram companhias perigosas. Sam e Nicole se conectam, e Bill tenta sintetizar um novo tipo de sangue.

Depois de todo o mistério a respeito da identidade de Warlow, o episódio já inicia meio que revelando quem realmente é o tal vampiro misterioso com poderes, e não é muita surpresa. Todo mundo já desconfiava de que era o Ben, apenas foi confirmado, porém se o Ben é o Warlow, quem atacou o Jason, dentro da casa? E por que o Ben/Warlow salvou a vida dele? São as intrigas que estão mantendo a série interessante. Esse é o segredo de True Blood, quando você pensa que a série tá ficando chata, acontece uma reviravolta que não te deixa abandonar de jeito nenhum.

Então vamos para as cenas – insuportáveis – do Sam. Basicamente, a história dele se repete mais uma vez, ele conhece alguma mulher e estraga a vida dela ou ela a dele, ou vice-versa. Voltarei a lamentar como o personagem do Lafayette, que é incrível, está completamente perdido nesse núcleo completamente desnecessário e entediante.

O teor político em True Blood está cada vez mais assumindo um lugar essencial, realmente um ponto que deixa as coisas bem mais realistas, porque não é só por ser um universo fantasioso que não pode haver jogos de poder bem construídos. A abordagem do tema veio crescendo através das temporadas, e agora é fundamental para a série. Falo disso para ressaltar o quão incrivelmente cruel e ao mesmo tempo inteligente foi a jogada de Eric, e mesmo assim, notou-se que ele não agiu por frieza, mas por necessidade, e que surpreendeu a todo mundo que estava realmente acreditando que ele havia simpatizado com a garota. Eric transformando a filha do Governador em vampira foi um dos melhores momentos do episódio, acabando com as idiotices de adolescente dela, sonhando que ele seria um príncipe. A melhor vingança que ele poderia ter feito contra o pai dela, de uma crueldade genial digna de Eric Northman. Eu espero realmente que ela tenha morrido.

A cena que as filhas fadas do Xerife Andy crescem foi muito fofa, elas dizendo no escuro “Oh não, está acontecendo de novo!” e surgindo adolescentes, toda essa parte do Bill e da Jessica tentando conseguir o sangue de fada para sintetizar foi bem legal, Bill e Jessica tem muita química, apenas sinto falta deles se relacionando com outras pessoas por mais que uma ou duas cenas.

Voltando para a Sookie, em uma cena simples ela descobre que Ben é Wilow, ao ver a reação do poder dela com o sangue dele, enquanto limpa a sala. E solta um de seus adoráveis “motherfucker!”. Eu adoro a Sookie e sou suspeita para falar, mas ela tá arrasando muito nessa temporada, cada vez mais corajosa e independente!

Uma das coisas mais engraçadas de True Blood são os sonhos eróticos que as pessoas têm quando tomam o sangue dos vampiros, e dessa vez a vítima foi o Jason com o sangue do Ben/Wilow, e foi muito hilário o sonho erótico em que ele fazia a barba do outro e ainda dava uma chupadinha no seu corte. Pobre Jason!

Mas foi perguntando sobre esse sonho para o Grandpa que eles acabam descobrindo por dedução que Wilow é Ben e vão tentar enfrenta-lo, mas perdem feio. Deixando em dúvida se o Grandpa morreu ou se apenas foi para aquela outra dimensão das fadas, ou se está apenas muito fraco. A atuação do Ryan Kwanten (Jason) nesta cena em especial foi excepcional, ele ao mesmo tempo que está controlado e hipnotizado por Wilow também está sentido que algo ruim está acontecendo e seus olhos enchem de lágrimas, em um rosto expressando submissão, os olhos indicam martírio, tristeza. Muito bom mesmo.

Outra grande cena é o descontrole de Jessica com as pequenas fadas, depois de muito tempo suportando o cheiro atraente das jovens, a ruiva acaba por perder o controle, e talvez tenha estragado a esperança que restava para a salvação dos vampiros. O modo como ela está quando o Bill a encontra na sala chorando de desespero pelo que ela acabara de fazer é de partir o coração.

Mas agora o melhor de tudo mesmo foi o final, sem dúvida o melhor cliffhanger da temporada até agora. Um dos melhores da série. Wilow se aproveitando da Sookie acreditando piamente que ela estava louca por ele e que não fazia ideia de sua verdadeira identidade, resolve antes de fazer qualquer coisa contra ela, aproveitar um pouco também. O que ele não contava era que Sookie já estava um passo à frente, e quando ele menos esperava a nossa mocinha contra-atacou. Eu definitivamente ADOREI esse final, ninguém para salvar ela, mostrando que a Sookie sabe muito bem se defender sozinha e que é completamente heroína e não donzela em perigo! Go Sookie!

Como sempre, o episódio deixa um gostinho de quero mais, portanto vamos ficar com a promo do próximo episódio!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: