Resenha – As Crônicas de Gelo e Fogo: A Dança Dos Dragões – Livro 5

A Dança Dos DragõesTítulo: A Dança dos Dragões
Título Original: A Dance With Dragons
Autor(a): George R. R. Martin
Editora: Leya
Ano: 2012
Páginas: 872
Sinopse: O Norte jaz devastado e num completo vazio de poder. A Patrulha da Noite, abalada pelas perdas sofridas para lá da Muralha e com uma grande falta de homens, está nas mãos de Jon Snow, que tenta afirmar-se no comando tomando decisões difíceis respeitantes ao autoritário Rei Stannis, aos selvagens e aos próprios homens que comanda. Para lá da Muralha, a viagem de Bran prossegue. Mas outras viagens convergem para a Baía dos Escravos, onde as cidades dos esclavagistas sangram e Daenerys Targaryen descobre que é bastante mais fácil conquistar uma cidade do que substituir de um dia para o outro todo um sistema político e económico. Conseguirá ela enfrentar as intrigas e ódios que se avolumam enquanto os seus dragões crescem para se tornarem nas criaturas temíveis que um dia conquistarão os Sete Reinos?

Postado Por: Yuri Hollanda
Após uma calmaria irritante no volume anterior, George Martin trás na quinta história das suas Crônicas de Gelo e Fogo a preparação do terreno para o imprevisível fim. E posso dizer com toda a satisfação do mundo: a preparação é feita da forma mais incrível que alguém possa fazer. O que Festim Dos Corvos teve de calmo, Dança Dos Dragões tem de ativo.

Sem muitas revelações, esse volume trás a história paralela com seu volume anterior, do outro lado do continente de Westeros, onde temos o foco em Daenerys, Tyrion, Jon Snow e Theon Greyjoy (que após ser torturado, teve que ser forçado a mudar de nome para Fedor).
Confesso que, apesar de não gostar da Daenerys, ela tem os melhores capítulos desse volume. George Martin narra a história da mãe dos dragões lutando para conseguir chegar em Porto Real. Ele joga várias informações de uma vez: Drogon, o maior dos três dragões está desaparecido, matando gente por onde vai, e um menor grupo das cidades que Daenerys conquistou está, supostamente, querendo que os outros se revoltem contra ela levando ossos à rainha e dizendo que foi Drogon quem matou. Daenerys acredita nisso, claro, mas fica preocupada, ela não sabe o paradeiro de Drogon.
Em determinado momento Drogon retorna, e tenho que dizer: o capítulo do retorno só perde para os acontecimentos do Casamento Vermelho. É incrível.

Tyrion tem sua história narrada a maior parte em um navio. Há ataques, batalhas, diálogos incríveis, e frases incríveis. Momentos cômicos, como sempre, porém em maior parte trágicos. Há um cliffhanger com Tyrion, preparem-se.

Jon Snow tem os capítulos mais vagarosos do volume. Confesso, me dava imensa vontade de abandonar o livro em capítulos do Jon. Mas, como todos os capítulos nessa série, este era necessário. Jon tem, talvez, o seguimento de capítulos mais importantes para a história, embora os acontecimentos demorem a acontecer, acontecem. E são importantes, chocantes. Personagens antigos retornam, e desencadeiam uma série de acontecimentos que te deixam de cabeça quebrada quase literalmente tentando imaginar o que ainda está por vir.

Theon Greyjoy, juntamente com Daenerys Targaryen trás os melhores capítulos do quinto livro da série. GRANDES acontecimentos acontecem com a vida de Theon. Ele talvez seja o personagem com mais reviravoltas da série.

Em determinado momento, George Martin junta a série novamente, e temos capítulos da Cersei, Jaime e Arya.
Cersei é punida, Jaime é atraído para uma armadilha por uma pessoa, surpreendentemente inesperada, e Arya é dona de GRANDES acontecimentos.

Mais uma vez George Martin impressiona com a qualidade de sua escrita e de sua saga mais ambiciosa. E ele, como de praxe, deixa a pergunta: Qual é o destino de Westeros? Os cercos estão se fechando, Fogo e Gelo estão se juntando, Norte e Sul estão caminhando para uma batalha eminente, enquanto Daenerys Targarien caminha por vingança, e os White Walkers caminham movidos à raiva.
Reinos estão sendo destruídos, e personagens estão sendo mortos. E o epílogo do livro deixa bem claro: Vingança está por vir. Tema seu passado, e o que você fez nele.
Toda ação, tem uma reação. E no jogo dos tronos, as reações não costumam ser piedosas.

Nota: 9/10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: