REVIEW: True Blood “You’re No Good” (S06E03)

eps3clipbill

Postado Por: Lara Gutierrez

                                                                 Sinopse:

Eric decide resolver a situação das agressões contra os vampiros. Após testar os limites de seu poder, Bill recruta um especialista em TruBlood para sintetizar um novo tipo de sangue. Sam recebe uma ajuda inesperada. Sookie descobre segredos de família.

Mesmo com algumas cenas bem legais, este terceiro episódio da temporada foi o mais fraco até agora, caindo bastante em comparação com os dois antecessores. O episódio começa com o Eric no quarto da filha do Governador (uma adolescente irritante, metida a vampire lover, que provavelmente vai ser interesse romântico do Eric, para minha desgraça).

Ele sequestra ela para o Fangtasia para obter informações do núcleo do governo, o que ela passa de bom grado, obviamente querendo dar mais do que informações para ele, como uma adolescente imatura e imbecil à la Bella Swan desejaria, imaginem que até querer beber do sangue dele a idiota quis! Enfim, todos esses acontecimentos com o governador não levaram a clímax nenhum, pelo menos nada muito digno. A Tara fugiu com a garota já que era contra de mantê-la cativa desde o começo. Eu só espero que alguém mate essa garota.

O que salva essas cenas é realmente a Pam e suas falas clássicas! O nível de “bitchisse” dela é impagável, e seus diálogos com o Eric, tentando contê-lo de fazer alguma besteira, já que ele obviamente tem uma certa queda por garota humanas virginais (pena que dessa vez é uma sem gracinha antipática), está carregando nas costas as fracas cenas do Eric, que continua sendo um personagem incrível, porém com um enredo morno ATUALMENTE.

Partimos então para o seja talvez o mais interessante da série atualmente: Bilith e Jessica. O Bill cada vez mais acreditando ser deus, enquanto Jessica fica desesperada sem saber como ajudar seu maker e tentar mantê-lo (e a si mesma) são. A cena em específico que ele acreditou que poderia ficar sob a luz do sol foi magnífica, quase tragicômica. Ele parecia tão feliz, e de repente, um balde de água fria. Ambos estão atuando muito bem juntos, Stephen Moyer e Deborah Ann Woll estão dando um show de atuação e a química deles é visível. Ela tentando expressar o medo que sente por perdê-lo, dizendo que ele é mundo dela, seu pai, seu criador, e esse sentimento nada tem de romântico, e eles conseguem demonstrar isso muito bem. É uma espécie de parceria reverencial, inexplicável porém demonstrável. Na cena em que Bill pede para ela pegar o fabricante de TruBlood, para demonstrar sua confiança, eu achei a roupa dela meio forçada. Não que ela não tenha ficado linda, mas quem é que vai pra aula com uma cinta-liga?? Bastava ter colocado um vestido apertado, curto e com decote. Era para disfarçar, afinal de contas. Mas ok. Foi um dos melhores momentos do episódio.

No núcleo das fadas as coisas não andam tão ruins também, o Padrinho Mágico é realmente um personagem interessante e eu gostei da cena do ataque do Willow, contra o Jason, e também da cena dele encontrando tudo destruído naquele refúgio das fadas, tudo bem tenso e cheio de mistério, sabendo deixar o telespectador bem curioso. E depois reencontrando com o Ben, que provavelmente será o novo interesse amoroso da Sookie. O que dói um pouco no coração, porque eu SEMPRE vou gostar da Sookie com o Bill ou com o Eric, nenhum outro me convence o bastante.

A melhor cena do episódio, sem dúvida, foi a visita do Bill para a Sookie, aquilo foi de arrepiar a alma, o modo como ele ainda olha pra ela mesmo depois de TUDO que já aconteceu, de tantas coisas ruins que já ocorreram e de todos os juramentos de que ela não significaria mais nada pra ele, basta ver pelo olhar como ele ainda se importa. O problema do Bill, é que sempre fica um pé atrás a respeito da sinceridade dele. Ele foi visitá-la por puro interesse no sangue dela, para proteger seus iguais, que ele erroneamente chamou de “filhos”, o que fez com que ela lembrasse de como ele acreditava que agora era um ser superior. Pode até ter parecido para algumas pessoas que foi egoísmo da parte dela não ter cedido seu sangue para salvar os vampiros, mas o fato é que ela não aguenta mais qualquer coisa que a envolva nesse meio, ela já perdeu demais, cedeu demais, e a linha que a mantém afastada ainda é muito tênue para uma reaproximação. Eu já deixei claro minha admiração pela Sookie aqui, e deixo mais uma vez, quando o Bill diz para ela “Você está morta para mim, Sookie.” e ela fica de cabeça erguida  e responde “Tudo bem, por mim.” pelo simples fato que ela sabe que é o melhor para ela, não porque não está doendo, ou o que ele disse não está magoando, mas ela sabe que precisa ser forte. E é isso que faz dela uma heroína exemplar.

Dois personagens que infelizmente estão sendo desperdiçados são o Laffayette (que é um dos meus personagens favoritos), e o Alcides. Ambos personagens que têm potencial para uma história boa, porém estão presos com o Sam de alguma maneira, e acho que a grande maioria concorda que está na mesma história que o Sam quer dizer fracasso ou desperdício. Mais chato que nunca, e só tendencia a ficar mais chato ainda com essa aliança com os defensores dos seres sobrenaturais, um sonífero, de verdade. Mas vamos aguardar.

Uma das coisas boas também foi o retorno do Reverendo, hilário como sempre! Ele foi capturado pelo governo e levado para um dos campos de concentração que o governo instalou para levar vampiros à fim de responder algumas perguntas. Nesse ínterim, sua ex-esposa aparece, mais piranha que nunca, e eles têm uma conversa bem engraçada e extremamente crítica, fazendo muitas insinuações à respeito da política dentro das igrejas e de toda a hipocrisia e sujeira em torno disso. Bem bacana.

Para finalizar, o episódio terminou com uma cena super tranquila, sem grandes emoções ou cliffhangers costumeiros, Bill descobrindo que o Andy tem 4 filhinhas fadas, então não vai precisar do sangue da Sookie, então ele caminha com um sorriso torto no rosto.  Resta planejar como ele conseguirá capturá-las. Mas isso fica para o próximo episódio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: