REVIEW: Game of Thrones – “The Rains of Castamere”: S03E09

vlcsnap-2013-06-05-21h56m56s194

Sinopse:
Robb apresenta-se a Walder Frey e Edmure conhece sua noiva. Jon enfrenta seu teste mais difícil. Bran descobre um novo dom. Daario e Jorah debatem como conquistar Yunkai. A Casa Frey une-se a Casa Tully.

Postado por: Alina Oliveira

Esse foi o episódio mais esperado da série, com toda a certeza, até você que nunca leu os livros foi avisado de que algo grande aconteceria, de que o famigerado Casamento Vermelho aconteceria nesse episódio. Pois aí está, um episódio perfeito, tudo que se espera da série. Quando o Norte cai, finalmente, e de maneira mesquinha, não numa grande batalha no meio de uma guerra sangrenta, mas apenas pela mão de um traidor, que revoltado pela quebra da promessa decide se vingar de um jeito, no minimo, épico. Foi exatamente o que eu esperava que seria, e um pouquinho mais.

Mas antes de falar do casamento, vamos as histórias paralelas que vimos nesse episódio. Começando pelas cenas da Danearys, super prolongadas e enroladas. Não é uma parte do livro que tenha me entretido muito, e na série está pior. Estão se estendendo muito em uma storyline relativamente pequena, ela vai lá, ataca, conquista e pronto, não tem necessidade de espalhar isso por três episódios. Yonkai nem é tão forte assim, e ela tem dragões e um exercito de Imaculados.

Sam chega na muralha, com Goiva e seu filho. Só para aparecer mesmo, e dar uma adiantadinha para o que vai acontecer no próximo episódio. Outro que está chegando perto da muralha é Bran com seus escudeiros, eles se escondem numa torre abandonada quando ouvem os selvagens se aproximar (Jon Snow no meio deles), é aí que Jon trai os selvagens (e Ygrite T_T) para ir avisar seus irmão de patrulha que o selvagens estão chegando para a guerra. Essa cena é uma das provas do quão genial George Martin é, Jon e Bran se encontram, quando Jon se rebela e foge, Bran vai ao seu auxilio como Warg dentro de Verão. A cena é muito mais emocionante no livro, mas deu pro gasto, é compreensível não terem dado a importância que deveriam, já que ela aconteceu no mesmo episódio que o Casamento Vermelho, e nada brilha mais que ele. E, provavelmente, não tem mais verba de produção para fazer os lobos, depois de gastar tudo em sangue para o casamento. Muito incrível foi ver o Bran wargzando dentro do Hodor, aquilo é muito melhor explicado no livro, claro, já que há o Ponto de Vista do Bran, mas muito legal ver isso na série, achei que iam deixar pra lá. Uma coisa que eu achava que não aconteceria seria a água do warg selvagem picotar coma cara do Jon, ainda bem que aconteceu, ele precisa de umas cicatrizes de batalha.

Bran e Rickon se separam, não veremos Rickon, Osha, e o Cão Felpudo tão cedo.

Arya e Cão de Caça tem cenas tão fieis ao livro! As contantes brigas entre os dois me divertem. Ela briga com o Cão de Caça por eles estrem demorando, mal ela sabe que essa demora foi o que salvou a vida dela. Adorei como colocaram o plano dela olhando as Gêmeas, o castelo do Frey de longe.

E vamos ao que interessa!

A comitiva Stark sai de Correrrio em direção as terras dos Frey, para o casamento de Edmure com uma das filhas do velho Frey. Robb se humilha, pede desculpas, apresenta a esposa, e aqui vamos abrir um parentese. Estranhei muito a Jane estar no casamento, já que ela é uma ofensa ambulante para os Frey e um erro de estratégia imbecil… mas de tanta besteira que o Robb já fez essa talvez seja uma das mais leves, porem, no fim do episódio nos descobrimos por Jane estava presente (mas isso é mais para frente). Edmure escolhe a filha mais bonitinha do Frey, e eles partem para o casamento,ninguém tá muito feliz, mas assim que a festança começa eles começam a relaxar, dançam e riem a noite toda. A chata da Jane fala que tá gravida mais um pouco (blergh), conversas irrelevantes, Robb e Jane parecem se amar bastante. Daí Edmure e sua noiva vão embora consumar o casamento, (Edmure deve ser virgem…) enquanto o resto fica no salão. É a diversão antes da chacina (vixe).

AGORA SIM!

Lord Frey prepara uma surpresinha para os convidados, assim que um soldado fecha as portas do salão, a banda que toque uma bela canção. The Rains of Castamere, que para quem não sabe, foi uma canção escrita sobre a extinção da casa Reyne, depois que se rebelou contra Tywin Lannister, que a massacrou completamente após sua traição (a canção é um lembrete a todos que desafiam a Casa Lannister do que irá acontecer com quem o faz). E assim começa a vingança de Lord Frey. Jane é a primeira a morrer, e que morte foi essa! Ela é esfaqueada na barriga, morte ultra simbólica e me deixou de boca aberta assistindo, foi muito chocante, principalmente porque ela não ocorreu no livro (e aqui fica explicado a presença dela no casamento, era para morrer bonito). Em seguida Robb leva uma saraivada de fechas e cai no chão, e a partir dai não sobra mais ninguém, todo mundo de garganta cortada e sangue no chão. Essa cena é perfeita, todo mundo caindo e o Lord Frey sentado rindo, a gente sente o mesmo desespero que sentimos lendo o livro.

Enquanto isso acontece, vemos Arya fora do castelo, testemunhando a traição dos Frey do lado de fora do castelo. Ela chega tão perto de se juntar a família, mas, como os Stark nunca podem ter um dia de paz, ela presencia a matança do lado de fora, até chegar no Vento Cinzento, o lobo de Robb, que ficou trancado do lado de fora.
Pobre Arya, cada vez mais traumatizada. E quando ela vai entrar no castelo, (GRAÇAS A DEUS!) Cão de Caça aparece e a leva embora de lá.

Depois de matar geral no salão, sobra apenas Robb e Catelyn rastejando no chão. E aí Catelyn faz uma das poucas coisas legais na vida toda dela (perdão, odeio essa personagem) e pega a mulher de Lord Frey como refém, pedindo para que deixe Robb livre. Claro que Lord Frey não dá a minima, e ela perde completamente o controle quando Lord Bolton o apunha-la (“The Lannisters send their regards.”). CENA PERFEITA. Ela solta um grito cheio de dor e mata a mulher de Frey, olhando para o nada, e aí vem um qualquer e corta sua garganta. CENA PERFEITA!

E aí termina o casamento vermelho, e também o episódio. (Sem música nos créditos finais T_T).

Um episódio de arrepiar, mostrando o que é um série de verdade. HBO sempre tem qualidade, mas essa, sem duvida, é uma das séries mais bem feitas que ela já teve. É uma adaptação feita com amor, de fãs para fãs, porem sem perder a originalidade e a liberdade criativa dos roteiristas. O episódio foi perfeito, as mortes foram incríveis. Agora sobra o problema do season finale, o que será dele se o penúltimo capítulo foi tudo isso? sabendo do que resta para acontecer, fico na duvida se foi uma boa ideia deixar para o final a guerra na Muralha. A não ser que mostrem o epílogo do livro logo nesse season finale e não no da próxima temporada, vai ser um finale menos excitante que o penúltimo episódio… com um cliffhanger bem mediano. POREM E DAI O EPISÓDIO FOI PERFEITO E ISSO QUE IMPORTA!

NOTA DO EPISÓDIO: 10!!!!!!

Obs. 1 Rickon nunca teve tantas falas na vida dele.
Obs. 2 Hodor? hodor hodor hodor hodor hodor.
Obs. 3 VERÃO E FANTASMA JUNTOS! ❤ Adoro esses lobos! Pena que a série esquece deles.
Obs. 4 Pobre Ygrite ='(

Promo para o season finale:

“The northerners will never forget”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: