Resenha – A Culpa é das Estrelas

A-Culpa-e-das-Estrelas

Título: A Culpa é das Estrelas
Título Original: The Fault in Our Stars
Editora: Intrínseca
Ano: 2012
Páginas:  288
Sinopse: Hazel é uma paciente terminal. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante — o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos —, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas.

Postado Por: Lara Gutierrez

“Comecei a olhar as fotos do meu celular, um álbum de trás para frente dos últimos meses (…). Parecia que tinha sido, tipo, há uma eternidade, como se tivéssemos vivido uma breve, mas infinita, eternidade. Alguns infinitos são maiores que outros.”

Esse é o tipo do livro que não possui um enredo que me chame atenção. Odeio filme/livro de doença, com raríssimas exceções. Porém o amor por “A Culpa é das Estrelas” é de uma opinião tão unânime, que por pura pressão social (do tumblr), eu me senti na obrigação, como a boa amante de livros que sou, de conferir a obra que todos falavam tão bem. E, claro, que também contou o fato de que Markus Zusak (autor brilhante dos excelentes “A Menina Que Roubava Livros” e “Eu Sou o Mensageiro”) dá o seu adorável piteco na capa do livro.

Enfim, o livro não é nem de longe essa obra-prima que gostam de pintar por aí, ele é sim bem bonitinho, tem seus momentos impressionantemente LINDOS, mas no todo, não se sobressai de diversos livros que vemos por aí, ele não tem muito diferencial, como eu imaginava. Eu estava esperando um livro mais maduro, talvez, mais bem escrito, mais complexo. De fato, quem sabe o livro não tenha me parecido tão incrível porque minhas expectativas estavam muito altas, e nada é pior para diminuir a qualidade de algo do que altas expectativas.

Mas não se deixem enganar por minhas colocações negativas, porque como eu disse, o livro tem sim seus bons momentos, mais do que bons, até. Chorei muito, muito mesmo no final. Me emocionei com uma frase em específico: “Alguns infinitos são maiores que outros”. Como não concordar com essa sentença? Nossa vida é tão curta, nossos momentos tão transitórios. Às vezes nós temos a ingenuidade de acreditar que algo vai durar para sempre, simplesmente pelo fato de que temos a arrogância de achar que depende de nós fazer com que dure. Quão cego somos nós que nem vemos que somos apenas peças? Porque é dilacerante saber que quem determina tudo é o próprio destino… que no final das contas, a culpa é das estrelas.

A Hazel e o Gus não podem se dar ao luxo de acreditar que terão uma vida inteira juntos; casamento, filhos, netos. O que resta para eles é a eternidade do agora, e sabe de uma coisa? Essa percepção de que você não tem 50 anos pela frente (e cada dia a mais é um tiro no escuro) faz com quem o amor deles seja ainda mais intenso, e é quando a Hazel percebe que a infinitude que eles compartilham independe do tempo, pois é eterna em sua duração. Bem mais eterna que alguns 50 ou 60 anos de muitos por aí. Afinal, nem todas as eternidades são para sempre.

Nota: 7/10

Para quem não sabe, o filme de “A Culpa é das Estrelas” está sendo produzido, e a eleita para viver a Hazel foi a lindíssima Shailene Woodley (“Os Descendentes”, “O Espetacular Homem-Aranha 2”, “Divergente”). Eu gostei bastante da escolha, mas se eu pudesse escolher quem seria, daria o papel pra minha princesinha Emma Watson, que com o cabelinho curto ficou simplesmente a personificação da Hazel. Ainda não foram escolhidos os outros atores do elenco, até o momento do post dessa resenha. =)

Anúncios

Uma resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: