Review: Game of Thrones “Walk of Punishment” (S03E03)

53349

Sinopse:

Tyrion ganha novas responsablidades; Jon é levado ao Punho dos Primeiros Homens; Daenerys encontra os escravagistas; Jaime faz

um acordo com seus captores e Tyrion recebe uma nova dor de cabeça.

Por Alina Oliveira

O que foi esse episódio? Absolutamente incrível! Foi bastante dinâmico, não fiquei entediada em quase nenhuma parte o que é muito bom para um episódio de 50 minutos. Não teve nada do Bran (e para a minha felicidade, não teve Margaery também), mas é melhor não ter cena nenhuma do que ter uma enrolação chata como estão sendo as cenas do Jon com os selvagens, que deveriam estar sendo bem mais interessantes já que o storyline dele no livro é muito bom, o personagem realmente evolui, mas na série tá uma enrolação desnecessária. Alem disso, esse episódio teve cenas muito fieis aos livros, coisa que sempre funciona, nada melhor que ver a nossa imaginação criar formas tão bem com atores tão talentosos.


A cena do funeral de Hoster Tully, pai da Catelyn, foi perfeita, abriu o episódio muito bem. ver o Edmure ser fracassado na missão de por foço no corpo mostra muito do que o personagem representa. E isso é uma das melhores qualidades dessa série, eles conseguem sintetizar muito bem personagens bastante complexos. Só nessa cena vemos o Edmure tentar se provar como herdeiro direto do pai, e na cena seguinte vemos como ele ainda é inexperiente em batalha e tem muito poucas chances de ser um bom líder para o Correrrio. O fato dele ser humilhado por Robb só deixa isso mais claro. Já a cena da Catelyn conversando com o tio não me agrada nem um pouco, mas isso é porque a personagem não me agrada, igual a infeliz da Jane, que só serve pra estragar tudo.

É sempre muito legal ver Cersei e Tyrion brigando pela atenção do pai, essa cena da reunião do conselho foi muito boa. Mindinho sendo maquinador e botando o plano em curso, esse storyline vai ser muito bom, pena que ele vai sumir um pouco por causa disso. A cena do Poddrick no puteiro foi muito boa também, como dizem “um Lannisters sempre paga suas dividas” e o Tyrion pagou a dele com o Pod muito bem, a cara dele olhando para as putas foi demais ( depois o Tyrion e o Bronn pedindo os detalhes, HAHAHA) , melhor alivio cômico de um episódio de GoT que eu já vi.

Arya e Gendry ainda seguem com Thoros, até quando, não sabemos. Ao meu ver, vão haver algumas mudanças com relação ao livro. Quanto ao storyline do Jon, como já disse antes, tá bem arrastado e cheio de enrolação, só serve pra dizer que os white walkers estão matando geral. Outra storyline estacionada é a do Stannis, só ele querendo a Melisandre e ela dizendo que ele é fraco demais pra dar o que ela quer (HAHA).

Craster apareceu de novo pra ser sacana com os irmãos da noite, Sam acha a Goiva tendo filho, nada de mais aí. Os próximos episódios prometem muito coisa boa pra esse storyline, acreditem. Mal posso esperar.

Resta a duvidas dessas cenas do Theon, segundo fontes nada disso acontece no livro (não sei com certeza porque não i o Dança dos Dragões ainda), porem estou achando muito legal tudo. Lindo demais ver Iwan Rheon, só não entendo o que há com o personagem dele, ou ele é diferente do Bastardo de Bolton que eu li no terceiro livro, ou na série vão dar uma nova direção pro personagem. Mas pelo que eu vi, gostei muito do personagem, ele salvando o Theon duas vezes foi demais, principalmente por ter salvo ele de virar mocinha.

E para a felicidade geral, tivemos cenas da Danny (UHUUUUUUuuuuu…), finalmente! e foram cenas muito boas, ela botando moral no Mormont e no Sor Baristan, e a Missandei fazendo traduções cheias de liberdade poética foi demais. O problema é o seguinte, tá indo rápido demais, ou vamos ter bem mais episódios sem que ela apareça ou vão inventar coisas. Mas veremos isso, sei que o que acontece nos próximos capítulos vai ser muito bom, e sangrento. Essa troca de um dragão por todos os Imaculados vai gerar muitas consequências.

As cenas do Jaime e da Brinne são as minhas preferidas de longe. E esse episódio tem umas das melhores que o George Martin escreveu, Jaime salvando a Brienne de ser terrivelmente estuprada (antes morta que estuprada, muito provavelmente), mesmo que ele tenha perdido o braço nisso. Outra cena absolutamente incrível e fiel ao livro, a coisa acontece do nada e não existiria jeito melhor de terminar o episódio, com certeza. Foi perfeito.

Nota do episódio: 9,5

Obs.: A música dos créditos finais foi foda ein. Palmas.

Promo do próximo episódio, And Now His Watch is Ended:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: