Review – Game of Thrones: Dark Wings, Dark Words – S03E02

Sem Título-1

Essa Review vai ser dupla, ela foi escrita por duas pessoas e cada uma pode ter uma visão diferente tanto como igual de um certo acontecimento, espero que gostem, não esqueçam de comentar.

Sinopse:

Sansa fala demais. Shae pede a Tyrion um favor. Jaime encontra uma maneira de passar o tempo. Arya se dirige à Irmandade sem Estandartes.

Por Fernando Antônio

Valar Dohaeris foi um bom episódio, era quase como a parte dois do seu predecessor, e então chegamos em mais um domingo e vemos o segundo episódio da temporada e descobrimos que ele é a parte 3, Dark Wings, Dark Words foi o inicio da temporada para os Starks, começa com Catelyn recebendo a noticia que seu pai morreu e que Theon colocou chamas em Winterfell e talvez tenha capturado seus filhos, nessas cenas percebemos o quão Robb esta sendo duro com sua mãe, quando até sua esposa o contesta sobre isso, infelizmente as cenas dos Starks se parecem arrastadas perto dos outros lugares, mas então descobrimos que Catelyin uma vez rezou pela morte de Jon, mas se ele sobrevivesse a decisão de “Deus‘, ela tentaria amar ele; ela nunca compriu a promessa, vemos que ela se sente culpada por tudo de ruim que ocorreu na sua família, é interessante a serie tomar esse rumo com a personagem ao mesmo tempo que em Kingslading faz com que Cersei seja maltratada por seu filho, vemos duas mães que fizeram de tudo por sua família serem rejeitadas, outra mulher  preocupada com sua família é Olenna Tyrell, ou melhor a Dama dos Espinhos, avó de Margaery e Loras que para proteger sua familia faz Sansa revelar que Joffrey(Little Cersei) é um monstro, essa deve ser uma das cenas em que Sophie Turner se superou, com poucas palavras ela passou tanto para as duas personagens que a observavam e a todos os que assistem que Joffrey não é exatamente um bom rei, ela realmente parece assustada após isso vemos Margaery ir procurar Joffrey, ela continua agindo como no episódio passado, em ela estava conquistando o reino(ou pelo menos a baixada das pulgas rs) e nesse ela foi conquistar o rei, após saber por Sansa que ele era horrível ela foi sondar isso, o jogo dela foi sutil e mostrou o quão inteligente ela é, ao ir tentando perceber se ele aprovava ou não a o que ela comentava, ela se adaptou ao novo rei, foi virando exatamente o que ele queria que ela fosse inclusive concordando com coisas que ela nunca pensou em apoiar. Rolou um clima de disputa entre Shae e Tyrion, eles protagonizaram uma cena de ciumes e acho que ninguem esperava por algo desse tipo na serie.

Outra novidade do episódio foi Arya, ela re-apareceu depois de se abster no episódio anterior, e conheceu a tão falada irmandade sem bandeira), percebemos que eles são apenas pessoas que querem viver em paz sua vida sem realmente serem representado por um rei, imagino que seja como uma semi-democracia, ela conhece Thoros de Myr que   faz algumas perguntas, quando finalmente ele a deixa sair vemos Cão de Caça chegando preso e a reconhecendo, o resultado disso só veremos semana que vem(ou não, ja que o episódio pode cortar ela para dar espaço a Daenerys), temos uma visão de Theon sendo torturado(de onde saiu essa cena ninguém sabe!).

Vemos Bran conhecendo Jojen e Meera Reed, é incrível como uma trama tão interessante quanto a deles serem Wargs possa ser tão cansativa, mas foi uma boa introdução aos personagens que pode evoluir de uma forma interessante. Vemos do outro lado da muralha que Sam está para baixo e sofrendo bullying de outros corvos, e temos uma pequena cena mostrando que os selvagens ainda não confiam 100% no Sam. E a caminho de Kingslanding vemos Briene e o Reigicida “brincando” de provocar, é engraçado ver que dois personagens tão diferentes e um deles tão odiáveis pode ter uma das partes mais legais do episódio, infelizmente a cena foi cortada num dos piores cliffhanger da historia… uma pena.

Infelizmente acho que a serie com apenas 10 episodios não deveria estar tão irregular apresentando tramas muito lentas e rapidas ao mesmo tempo e ainda as cortando a cada episódio, espero me surpreender ainda mais ao longo da temporada que tem tudo para ser a melhor.

Direção: 9

Roteiro: 7

Atuação: 10

Nota Final: 8,5

  • PS. Daenerys nos livros tem as cenas mais chatas, na serie bastou tirarem ela do episódio que a coisa desandou :/
  • PS2. Mais uma vez eu pergunto, a quem como eu leu os livros, de onde tiraram aquela cena de Theon?

Por Alina Oliveira

Episódio muito superior ao primeiro, na minha opinião, já começa com o Bran sonhando com o Jojen Reed, meio que a aparição dele foi sem sentido. Pelo que deu pra perceber no episódio ele vai ter mais importância que a irmã, diferente do livro, onde a Meera aparece bem mais, mas vai ver isso acontece porque é do ponto de vista do Bran, então ele gosta bem mais da garota. Será bem interessante ver o Jojen ajudar o Bran a entender melhor essa coisa dos Wargs.
Já o arco da Catelyn e do Robb é e sempre foi, pra mim, uma das partes mais chatas, tanto no livro como na série. E não foi diferente nesse episódio. Foi interessante foi ver Theon Greyjoy, muito bom não sumirem com ele como acontece nos livros, bom saber que ele tá sendo torturado pelo bastardo do Bolton. O Jon continua tentando ganhar a confiança dos selvagens, como o Meia-Mão mandou, só estou aguardado ficar mais interessante, mas vale a pena só pra rever Ciarán Hinds (não via ele desde Roma, boa série…), e também vou muito legal ver o Orell sendo warg, bastante fiel aos livros.

Já em Porto Real, muitas coisas acontecendo. A cena da Cersei tentando controlar o Joffrey vão sempre estar presentes, agora as da Margaery tentando manipular, ganhar a confiança, estão ótimas, mostrando bem o caráter dela e, no caso da cena da besta, é interessante ver que na série é bem mais aprofundado esses gostos estranhos do Joffrey, o sadismo dele. A cena da Sansa conversando com ele Olenna e a Margaery foi muito boa, cheia de significado e mostra como as mulheres tem poder de manipular também, o que é o proposito da Margaery na história toda. Lá também tem o Tyrion com a Shae, e os dois conversando sobre a Sansa, o que é bem irônico pra quem leu os livros e sabe o que vai acontecer nos próximos episódios, e é sempre um presente uma cena do Tyrion, diálogos de qualidade.

Um dos melhores arcos da série (e pra mim o melhor de longe) é o Jaime e a Brienne tentando ir para Porto Real, a luta deles deixou a desejar se comparada a do livro, bem mais sangrenta, mas as pequenas interações entre eles são muito bem vindas.

A Arya perdida no meio de Westeros deu um salto enorme na storyline, já encontrou com o Cão de Caça, que por sinal, promete muito pro próximo episódio. Muito boa a apresentação do Thoros de Myr, faltou o Lord Dondarrion, mas isso é mais pra frente. Essa storyline ficou meio confuso pra quem leu os livros, espero que ele seja bem resolvido, pois é uma das melhores.

Episódio muito bem feito, gostei bastante, alguns podem não ter gostado porque não teve nada da Daenerys, mas a não ser que enrolem muito na história dela (o que nunca é divertido) vai ser necessário ter essas pequenas sumidas de vez em quando, como foi o caso da Arya no episódio passado.

Aqui vai a promo do proximo episodio The Walk of Punishment:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: